30 de novembro de 2009

Reeducacao Alimentar + Atividade física + Forca de vontade = Perda de peso


Em agosto, andando pela rua em direcao ao supermercado, eu e o Bebeto encontramos uma amiga. Tinha menos de um mês desde quando a tinhamos visto pela última vez. Demoramos um pouco para reconhece-la, pois em menos de um mês ela tinha engordado uns 5 kg. Levei um susto e comecei a pensar em como é fácil engordar tanto em pouco tempo. Conversando com o Bebeto sobre isso, pedi que se algum dia eu começasse a engordar muito e não percebesse que ele deveria me avisar. A resposta dele me fez engolir seco: "Já te disse várias vezes, mas você não me ouve." Ele não falou por mal, foi sincero apenas respondendo o que eu havia perguntado e precisava ouvir e o que ele me disse me fez sair da minha zona de acomodação, me fez arregaçar as mangas e decidir mudar o meu ritmo de vida em busca de uma melhor qualidade de vida.

Quando vim para a Alemanha pela primeira vez engordei de cara 3 kg. Com a gravidez ganhei mais 22 kg. Nos 5 primeiros meses de vida do Miguelzinho, consegui perder 23 kg, mas assim que voltei para a Alemanha ganhei mais 6 kg, ficando 8 kg acima do meu peso de antes de vir para cá. Sabia que estava gordinha, por que minhas roupas não me deixavam esquecer. Nada servia, nada fechava. Tentei a dieta da sopa, dieta da proteina, cortei o acucar, não comia nada de doces, nem massas. Sempre depois dessas dietas radicais engordava tudo que tinha perdido em questão de 2 dias. Comia em dobro tudo aquilo que tinha cortado, desanimava, comia mais ainda e só via a balanca subir. Comprei uma bicicleta ergométrica e jurava que faria todo dia, mas por muito tempo ela foi apenas um estorvo atrapalhando o espaço da minha sala.

Mas, naquele primeiro dia de agosto resolvi mudar minha alimentação e sair da minha vida sedentária. Comecei a fazer bicicleta, primeiro devagar e com o passar dos dias fui aumentando o tempo e a velocidade. Hoje pedalo 1 hora por dia e faço em média 30 km. Comecei também uma reeducação alimentar, que pretendo seguir para sempre em minha vida. Não deixei de comer absolutamente nada, mas diminui as porcoes. Aprendi a tomar muito líquido (mínimo de 2 litros) e essa com certeza foi minha maior vitória e meu maior obstáculo. Antes de vir para a Alemanha tive um problema sério de infeccoes urinarias repetitivas por falta de agua e minha bexiga se atrofiou por causa disso; dá para acreditar que deixei chegar nesse ponto por não gostar de agua?

Quatro meses depois consegui chegar no meu peso de antes do casamento (55 kg) e tenho muito para comemorar e ainda muito para fazer. Até aqui não foi fácil, afinal não é fácil mudar os hábitos alimentares de 30 anos. Também nunca gostei de fazer exercício físico e achava que não me faria falta, por que sempre fui magra. Não percebia que uma boa alimentação e exercícios físicos regulares são necessários para uma vida saudável. Agora começa o tempo da manutenção desse peso, para não voltar a engordar. Mas, tenho certeza que vou conseguir!

Resolvi postar aqui, por que sei que muitas das pessoas que leem o blog, enfrentam os mesmos obstáculos que eu enfrentava e que me impediam de emagrecer. E se eu consegui, tenho certeza que todos podem. A receita é simples: reeducação alimentar + exercícios físicos + forca de vontade e dedicação. Não desista nos primeiros dias, por que são sempre os mais difíceis. Não deixe de comer tudo o que gosta (esse fim de semana comi torta de nozes, torta de chocolate, donuts de chocolate, pão de queijo, pizza e não ganhei nem uma grama), mas saiba comer. Abuse das saladas, frutas e beba água excessivamente. Não pense que você precisa de uma academia para perder peso. Se você puder pagar e se sentir bem vale a pena frequentar uma, mas se não puder caminhe, corra, pedale, dance. Confie em você e siga em direcao ao seu objetivo. Algumas vezes você vai desanimar, vai fazer alguma coisa errada, mas nesses momentos se agarre ao que você quer e busque dentro de você uma forca maior que vai te levar adiante. Ah, não estipule um tempo mínimo para uma perda grande de peso. Perca peso devagar, pois assim você terá mais chances de não engordar de novo.

6 comentários:

Eve disse...

Que legal, Liza. Parabéns!

Uma das minhas atuais preocupações é o peso. Já até escrevi no blog.
Meu peso varia de 53 a 55kg. Mas, aqui em Recife engordei uns 2kg por causa da comida mais barata. Na casa de minha mãe, onde irei ficar até a viagem, já dá pra imaginar que engordo mais. E na Alemanha, com o frio e as comidas gostosas, posso adicionar mais uns quilinhos.
Estou trabalhando essa reeducação alimentar: comer de td, mas pouco. A sorte é que AINDA não tenho dificuldade em perder peso.
e quanto aos exercícios, bom, isso é outra história. rsrsrs

bjs!

lucia disse...

Opa! Eu estou achando que vc conversou com o meu médico e ele pediu pra vc me falar isso,hahahaha.
É isso que está me faltando força de vontade.
Vou ver se consigo te seguir.
Beijos.

Lu disse...

Oi Liza
Muito legal a sua força de vontade. Eu sei que depois que a Mariana nascer vou ter que tirar forças para ter a mesma animação na perda de peso. Para vc agora é só manter a reeducação e os exercícios. O pior vc já conseguiu. Parabéns!!!
Bjs
Lu

arlete soffiatti disse...

Ai, Liza,
Me falta força de vontade!!!
E o pior é que a vontade tem uma foooorça!!!Vontade de comer doce, vontade de comer carboidratos, tranqueira, aiaiai.
Eu vivo dizendo que como pra manter a forma. Roliça.
Seria de rir se não fosse pra chorar.
Como disse uma amiga, a dieta que funciona é aquela em que a gente corta os doces, as massas, o chocolate, os pulsos. hahaha

Lucia Cintra disse...

Parabens Liza!! Eu sou uma dessas que esta sempre comecando... Faco ginastica uns dias, como direito, mas dai a preguica bate e deixo o exercicio pra amanha, e depois pro dia seguinte e assim vai. Quando vejo, meses se passaram e eu so no mesmo peso.

Ontem mesmo resolvi imprimir uma lista (eu e minhas listas) pro mes inteiro pra ir marcando ali cada dia que exercito. Vendo isso na minha frente me motiva, pois nao gosto de exercitar.

Outra coisa que fiz, foi comecar a escrever tudo o que eu como. Eu tb nao deixo de comer nada, meu problema eh a quantidade e nao a qualidade e juro que nao vejo a hora de conseguir caber nas minhas roupas novamente.

Voce me motivou! Quero poder bem no comecinho do proximo ano ja poder estar em forma e perder esses 20 pounds (nao sei bem quanto eh em kg), de uma vez por todas!!!

bjos e obrigada pela motivacao!
Lu

Lúcia Soares disse...

Um post ótimo, muito bem escrito e com propriedade. Você sabe direitinho do que está falando. Espero que consiga, sim, seguir a vida inteira com esse pensamento. A hora é agora, porque depois dos 40 a coisa pega e haja disposição pra jogar fora os quilos indesejáveis. Sucesso, sempre! Basta nos acostumarmos. O importante é isso mesmo: comer de tudo que se tem vontade, moderadamente e exercício físico. Matematicamente perfeito: gastar o que se come. Fundamental. Bj