17 de setembro de 2010

Sentimentos: Perdão

Não estou falando daquele perdão da boca para fora, mas daquele que vem do coração, aquele que supera toda mágoa e rancor. Aquele que é capaz de passar por cima de coisas inimagináveis e lançá-las no mar do esquecimento. Mas, perdoar nem sempre é fácil. Como esquecer uma traição, uma mentira? Como perdoar alguém que nos ofendeu com palavras torpes, que nos difamou, que nos causou dano? Tem gente que se julga incapaz de perdoar, tem gente que acha o perdão uma atitude divina. Sim, ele é divino, mas Jesus foi exemplo vivo de amor e perdão enquanto homem, vazio da sua gloria e majestade, provando que também somos capazes de perdoar, por mais difícil que isso seja aos nossos olhos.

Quando a gente se dispõe a perdoar, a apagar os ressentimentos , a tirar do coração o peso do rancor e da mágoa nos sentimos livres, plenos, felizes. É impossível falar de perdão sem falar de amor, compreensão, bondade, paciência e arrependimento. Sejamos sinceros, você acha mesmo que nunca magoou ninguém? Que nunca feriu uma pessoa que ama, mesmo quando estava agindo corretamente? A gente erra o tempo todo e também precisa alcançar perdão das pessoas com quem convivemos. E se não somos capazes de perdoar, será que merecemos sermos perdoados? Como podemos amar alguém verdadeiramente, se não formos capazes de perdoar as suas falhas e de reconhecer que também falhamos?

Como eu já disse, fácil não é. E como tudo o que sentimos, é uma escolha que fazemos diariamente; e como tudo o que espalhamos, reflete também em nós mesmos; e como tudo que plantamos, vamos colher em algum momento da nossa vida. Eu escolhi perdoar,mas confesso que já tive vontade de matar alguém e de me suicidar. Eu lutei muito para me provar que tinha motivos de sobra para não passar por cima de todo o mal que me fizeram. Mas, permiti que o poder do perdão enchesse a minha alma de paz e hoje sou livre para viver com toda qualidade e felicidade que mereço.

Perdão tem a ver com religião? Aos meus olhos não. Perdão tem a ver com Deus, com o amor incondicional que Ele ainda tem por nós, apesar de tudo o que a humanidade já fez e ainda faz. Com Seu amor incondicional que O fez enviar Jesus, seu único filho que teve todos os motivos para não perdoar, se libertar da cruz. Ele tinha poder para isso, mas pelo contrário num gesto de amor, decidiu perdoar o povo que gritava "crucifica-o, solte-nos Barrábas" (condenado por assassinato). Por isso e não por religiosidade é que tenho tentado fazer as coisas certas. Tenho me perguntado "o que Jesus faria em meu lugar?", tenho pedido a Ele forcas para errar menos e quando erro me achego a Ele com o coração arrependido e clamo por perdão e isso me dar forcas para perdoar também. E assim a vida vai seguindo bem mais leve...

Esse texto faz parte da blogagem coletiva sobre sentimentos proposta pela Glorinha do Café com Bolo.

12 comentários:

António Rosa disse...

Venho despedir-me desta blogagem colectiva e só não participo

porque recentemente (1 Setembro) fiz um post no 'Cova do Urso' sobre o tema

'perdão'.

Adorei a sua mensagem. Excelente.

Vou sentir saudades destas blogagens coletivas da Glorinha, em

que todos nos juntámos.

Abreijos (abraços + beijos)

António

Jane disse...

Taí uma coisa complicada. Por mais que a gente saiba que quem perdoa e na verdade o que mais ganha ao perdoar. Perdoar e abrir a porta quando aquele que te ofendeu bater, como fez Cristo por nos. Nao e nada facil qdo isso envolve autodefesa contra alguem que te faz mal. Mas quem disse que a vida nesse mundo e facil, ne?

Excelente texto.

Gisley Scott disse...

Aquele que não perdoa bebe veneno esperando que o outro morra, o que não vai acontecer.

O que as pessoas não se dão conta que quando elas se recusam a perdoar, elas que pagam a punição do infrator, enquanto este por sua vez, sai ileso, livre e satisfeito.

Perdoar faz bem pra alma, coração e pro corpo, evita o câncer e doença do coração e tb doenças psicossomáticas...

Falta de perdão, desse veneno eu não bebo nem pagando :)!

Bjos!

Beth/Lilás disse...

Liza, querida!
O perdão é magnânimo e quase divino, mas devemos nos espelhar nos ensinamentos divinos, porém não é isso acontece quase sempre, pois nossa humanidade carregada de orgulho não deixa, geralmente dizemos que perdoamos, mas fica o ranço lá dentro.
Pensemos sobre isso, pois já percebi que falar é fácil, mas executar é o mais difícil.
Linda sua participação, como sempre.
E a foto de vocês dois está um primor, deveria fazer um post para o seu quarto.
beijos cariocas

Nilce disse...

Oi, Liza querida

Que post lindo! Cheio de coragem e de desabafo.
Não é fácil mesmo perdoar e sinto tanto por vc ter sofrido dessa maneira, e tão precocemente.
A vida nos ensina a perdoar. E perdoando fazemos bem a nós mesmos, você é um claro exemplo disso. Aqui mesmo, já presenciei a tua capacidade de não reagir instintivamente aos maus.
Continue com essa serenidade sempre que nada neste mundo vai te deixar abater.
A felicidade depende de nós mesmos, de nossas escolhas e você escolheu SER FELIZ.
Que Deus te abençoe e te ilumine sempre.

Obrigada pelo carinho.

Bjs no coração!

Nilce

Cantinho da Cê disse...

Bom dia Liza,

Vim conhecer também seu blog e gostei muito do seu texto sobre o perdão.

Eu acredito que perdoar é um gesto de amor, é divino...

Beijos

Glorinha L de Lion disse...

Eu discordo Liza. Perdão não tem a ver com deus ou qq religião. Perdão tem a ver com nós mesmos, em nosso íntimo. Com aprendizado com a vida e com humildade ( no bom sentido). eu não creio em deus, e sei perdoar e sei pedir perdão. Há pessoas que só falam em deus, fé e religião e são hipócritas e mentirosos. Perdão vem do coração de cada um. Obrigada pela sua paticipação na blogagem. É sempre bom ver gente pensando diferente da gente. Beijos.

Astrid Annabelle disse...

Muito bom Liza!
É a lição de casa mais complicada que temos nessa vida!
Tem a ver com Amor...a Amor Maior!
Linda imagem!
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Lisa, antes de tudo que foto linda essa sua com seu amor.

eu tb acho que perdoar é algo divino, é puxar o melhor que temos em nós e no mundo. E eu tb rezo para conseguir apagar o mau sentimento, para perdoar e não guardar rancor, pra Deus dar uma ajuda rs.

E a gente fica mais leve, é menos mau sentimento para vivenciarmos né.

eu adorei seu parecer.
bom dia e bom fim de semana

Lúcia Soares disse...

Liza, fácil não é.
Não sei se já magoei alguém a ponto de ter que pedir perdão.
Perdão é muito forte, é quando ferimos muito a alguém. O que peço são desculpas, por falhas não tão graves, voluntárias ou não.
Mas perdoar é mesmo para Deus.
Ele é que sabe o que vai no fundo de nós.
Tanta gente pde perdão só com a boca, não com o coração, que não sei se tem validade.
E aqueles que pedem perdão e fazem de novo?
Mesmo nos ensinando que temos que perdoar "setenta vezes sete", não dá pra seguir a lição direitinho.
Linda foto!
Beijo!

Tati Pastorello disse...

OI Liza querida,
Achei seu texto muito bom. E me junto ao coro de admiradores da linda foto. Que casal bonito!
Concordo em tudo com você. Perdão tem a ver com Deus, tendo Deus como exemplo de amor e não como representação de uma religião.
Muito boa mesmo sua reflexão.
Beijos.

TATA... disse...

Oi Liza... tudo bem??
vim conhecer seu cantinho...
e encontrei um post maravilhoso...pois é, perdoar é decisão, não é sentimento... acho que é por isso que as pessoas acabam guardando sentimentos por tempos...e realmente como vc disse,não é facil separar os sentimentos e decidir perdoar....

Vou linkar vc assim te vejo sempre!!!!

bjs