16 de agosto de 2010

Ser feliz é muito melhor!

Adoro observar o comportamento humano e até hoje não entendi por que escolhi estudar turismo e não psicologia. Na verdade essa ideia ainda permeia meus pensamentos, mas confesso que estudar psicologia em alemão é algo meio assustador até para uma amante do assunto. Ultimamente tenho observado como a maioria das pessoas vivem reclamando de tudo. Nunca estão satisfeitas com nada. Reclamam da vida em geral, das pessoas ao seu redor, reclamam do tempo. Reclamam do trabalho, reclamam do casamento, reclamam dos filhos. Reclamam sempre, sem parar, sem cansar.

São pessoas insatisfeitas, frustradas e negativas que não aprenderam a viver de uma outra maneira a não ser lamentando e atraindo energia ruim. São pessoas que vivem afastando os outros e afastando as coisas boas de perto de si. E não são poucas pessoas assim pelo mundo afora. Claro que todo mundo reclama de algo em algum momento da vida, eu também lamento, choro, xingo, mas aprendi que a vida é muito curta e que não vale a pena dar tanta importância para as tormentas que nos atingem algumas vezes, principalmente por que tudo passa.

Se a gente aprender que mesmo diante de uma frustacao, ainda existe esperança... que mesmo diante de uma perda, ainda há muito para se ganhar... que mesmo diante de um erro, ainda há tempo para se aprender e acertar... se a gente perceber que a felicidade é uma escolha e que só depende de nós... vamos perceber o quanto viver é bom, independente do sol ou da chuva que cai lá fora, independente da empresa onde trabalhamos, independente do valor da nossa conta bancária. Vamos aprender que ser feliz é muito melhor e que nao depende de nada disso!

11 comentários:

Lu disse...

Oi Liza
saudades de você. Hj ia te ligar, mas a dona Mariana dormiu só agora e durante o dia fiquei correndo atrás dela.
Ótimo texto. Vc tem muita razão, tem gente que perde muito tempo da vida reclamando e perde oportunidade de ser feliz.
Bjs
Lu

Jane disse...

Ah como andei sumidinha, ne...
Menina, eu acho que todo mundo deveria ler Pollyanna! É chato, mas é legal e todo mundo lembra dela antes de reclamar de qq coisa! rsrs

Beijo!

Lucia Cintra disse...

Liza, tem alguem na minha familia que eh assim e so sabe reclamar e ver as coisas de uma maneira negativa. Eu nao canso de tentar ajuda-la a mudar essa atitude, sabe, pois faz muito mal a ela mesma.

Ate certas pessoas ao seu redor reclamam que nao aguentam mais tanta negatividade. Enquanto isso a vida vai passando e ela vai perdendo de aproveita-la... mt triste, mas eu nao desisto de tentar ajudar. Aos pouquinhos, espero que ela consiga sair dessa.

bjos

Eve disse...

É sempre melhor olhar o lado colorido da vida.
Bjs!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

E como gente que reclama cansa. Porque tudo é ruim, negativo, pesado, cármico, chato, entediante... irradiam uma aura, uma energia tão negativa e densa que contamina quem está do lado.
é triste mesmo.

Liza. Poxa, uma pena que vc não tenha vontade de vir ao Japão. Pq terremotos são raros. A maioria a gente nem sente, um ou outro a gente percebe (esse ano só notei a presença de um até agora).

Bjs e boa semana pra vc!

Mi disse...

pois é...mas eu ja notei essa frustracao em varias pessoas, tanto aqui como no Brasil. Acho que é uma sindrome atual de insatisfacao. mas como vc disse, o melhor é ser feliz ;) bjs!

Socorro Melo disse...

Oi, Liza!

É verdade tudo isso que você relatou. E creio que é mesmo o mal do século, a insatisfação, a infelicidade...
As pessoas estão tão confusas, perdidas,e acho mesmo que sem fé, pois, é a fé(generalizando) que nos impulsionam para a buscar do bem estar, da felicidade.
Com certeza, ser feliz é muito melhor, e deveria ser sempre a nossa escolha.

Beijos
Socorro Melo

arlete soffiatti disse...

Eu tendo a ser pessimista antes de otimista. A minha sorte é que eu tenho meu marido. Nada o afeta. Ele diz que só não há solução pra morte. Então, se não for coisa que afete nossa sobrevivência, não tem porque perder o sono.
Eu sou aquela hiena do desenho: ó vida, ó tédio, ó azar. Mas credito isso ao meu jeito depressivo desde que eu era criança. Tento lutar contra isso. Mas muitas vezes perco a batalha. Ainda bem que ainda não perdi a guerra.
Abraço.

Dani dutch disse...

Liza,
Eu também tenho uma certa queda por psicologia, na época não estudei o curso pois era caro demais pro meu bolsinho, mas a maioria dos testes que já fiz era o que mais combinava comigo.
bjuss

Marliborges disse...

É verdade, "Ser feliz é muito melhor", esses queixumes, essas mágoas só servem para infernizar a vida. Não gosto de colecionar esses sentimentos negativos. Bjsssssssss

Lúcia Soares disse...

"Ser feliz é escolha sua", é nome de livro. Acredito nisso. Mas nem sempre é fácil, porque muitas vezes sofremos por outras pessoas, não é nem pela gente.
Só não podemos ser pessimistas.
A vida do pessimista é ruim demais!
Tudo tem solução, apenas a morte é o final mesmo.
Mas você é muito nova para achar que a vida é curta!
Tem tanto chão pela frente!
O que acontece é que queremos viver indefinidamente, então achamos que o tempo sempre é pouco.
Minha mãe, que fará 85 anos no dia 30, outro dia disse: Não sei porque Deus me esqueceu aqui... rsrsr Tadinha! Mas nem era reclamando, era constatando. Como tenho 2 irmãos que são dependentes de atenção, isso a "segura" aqui. Ela tem medo de ir-se e nós, os outros filhos, não cuidarmos bem deles.
Por aí você vê: a vida pode ser longa demais...
Beijos!