18 de agosto de 2010

Quando a boca cala, o corpo fala...

Recebi esse texto por email e adorei, já que mostra a necessidade que temos de expressar sempre o que sentimos e pensamos. Expressar nossas ideias, vontades, desejos e sentimentos é um passo importante para a saúde do nosso corpo e da nossa alma.

"Muitas vezes :

O resfriado escorre quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.

O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.


O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.


O peito aperta quando o orgulho escraviza.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
"

5 comentários:

Beth/Lilás disse...

Liza queridona!
Mas que texto mais verdadeiro!
E eu me vi numa dessas descrições, acho que tem tudo a ver com minha pressão alta o medo. Argh, odeio sentir medo!
amei o texto!
De quem será?
bjks cariocas

Bia disse...

Oi Liza eu sempre 'psicosomatizo' sempre que não coloco alguma emoção para fora, até sem perceber.

Sobre Basel, eu só estive lá uma vez... é uma cidade meio industrial, mas o lago é bonito (não sei se já está frio por ai), uns museos de arte (se vcs gostam disso), e tem um igreja (acho que é o nome é Basel Munster) e tem uma parte onde os trê países se encontram (essa dica foi do meu namorado, mas eu não tenho nem idéia de onde seja isso).

Espero ter ajudado!

bjs

Lu disse...

Oi Liza
sou um testemunho de que a depressão aparece quando você guarda o sofrimento dentro de si ...ótimo texto.
Bjs
Lu

Lúcia Soares disse...

Liza, também recebi esse texto e o deixei no rascunho, para postar a qualquer hora.
Achei muito certo e tenho alguns males somatizados, vez ou outra.
Acredito plenamente que a mente comanda o corpo.
Beijos!

Eve disse...

Menina, não é que é verdade? Eu sempre digo isso, quando tem coisa pra falar e não se fala, a garganta reclama, o estômago grita... O negócio é não guardar nada.

Bjs!