3 de março de 2009

O pouco que me faz feliz eh TUDO!

Já reparou como precisamos de muito pouco para nos sentirmos felizes e como normalmente as pequenas coisas nos marcam demais? Mas, já reparou também que com a correria do dia a dia, o estresse do trabalho, a rotina, as contas, as preocupacoes, as noites mal dormidas e tantas outras coisas, deixamos muitas vezes de valorizar coisas tão pequenas, mas tão especiais? Comecei a pensar nas coisas que me fazem bem, que fazem o meu dia melhor e quero valoriza-las cada vez mais. Afinal o que importa eh ser feliz e mais nada...

Algumas coisas que me deixam feliz assim...


Acordar nos braços do homem que eu amo...


Ganhar um sorriso logo de manha..


Ter tulipas aqui em casa...

Olhar da janela e ver a cidade branquinha assim...

Ver fotos antigas e me lembrar o quanto existem pessoas especiais na minha vida...


Uma boa música...



Receber um telefona especial...


Aproveitar muito o meu filho, sem me preocupar com a casa e com qualquer outra coisa...

Um dia de sol, saber que a distancia não separa ou muda amizades verdadeiras, saber que tenho meus pais e meus irmãos, ler um bom livro, lembrar de momentos bons, receber amigos, comer chocolate, jogar conversa fora, morrer de rir de nada, cozinhar, caminhar...

Pode parecer pouco, mas o pouco que nos preenche e que nos faz feliz eh TUDO e nunca devemos nos esquecer disso. Devemos nos agarrar nessas pequenas coisas transformando nossos dias em dias inesquecíveis e especiais, por que o tempo passa rápido demais. Então pense, se agarre nessas coisas, sorria sempre e seja feliz.

3 comentários:

Lucia Cintra disse...

Mas e' verdade. Essas pequenas coisas sao as mais importantes. Se todo mundo conseguisse enxergar isso, existiriam muito mais pessoas felizes nesse mundo. bjos

neli disse...

Lindo!!!

Paula disse...

erteza... e o mais interessante é que pensando bem são todas essa pequenas coisas que nos fazem felizes e que não custam nada!
Ou seja a felicidade é um estado de espírito, uma capacidade de saber valorizar os pequenos momentos da vida e não danhar na mega-sena...