25 de maio de 2010

O Miguel e o salão de beleza

Minha primeira e única experiência com salão de beleza na Alemanha não foi muito feliz, o que me faz resistir bravamente a necessidade de entrar em um, mas a algumas semanas uma das coleguinhas da escola do Miguel apareceu com um corte lindo e eu resolvi arriscar. Consegui o endereço do salão e marquei um horário para o Miguel que já estava com a franja em cima dos olhos. A mulher que geralmente cobra uns 20 euros por um corte, disse que corte de criança é fácil e que cobraria uns 5 euros. Eu expliquei que o Miguel era muito nervoso e que chorava muito sempre que cortava (leia-se sempre como uma única vez no Brasil). Eu insisti que ele dava muito trabalho e ela insistiu que estava tudo bem. Mal sabia ela o que teria que enfrentar...

Já imaginando a pequena confusão, marquei um horário que o Bebeto pudesse me acompanhar. Foi catastrófico! Pior do que eu tinha imaginado. Pontapés, gritos, socos, choro e o Miguel saiu de lá com fama de "brutal". Ele é realmente muito forte para a idade dele e muitas vezes eu e o Bebeto juntos não conseguimos segura-lo. E é cheio de opinião, se não quer nem adianta conversar, nem tentar acalmá-lo com balas, doces ou brinquedos. Acabei nem tendo coragem de pagar só os 5 euros e paguei mais para compensar um pouco o trabalho árduo que ela teve com ele. Tenho certeza que depois dessa experiência ela vai mudar a opinião e o preço do corte infantil. Adorei o resultado e semana que vem vou marcar um horário para cortar também (que o marido não me leia!). Não consegui tirar uma foto do resultado do corte, por que o Miguel está muito nervoso e não pode nem olhar para mim que já começa a chorar (tudo de ruim é sempre culpa da mamãe, né? rs).

Agora vou ali comer uma feijoada com uns amigos e aproveitar o último dia de sol da semana por aqui. :=)

10 comentários:

Bia Mendonça disse...

Coitadinho Liza.. e coitada mais ainda de vc! ahahhaa!! Filho tem horas que da uma vergonha! hahaha!!
Da umas dias pra ele e pronto, ele vai esquecer esse episodio traumatico da infancia!

bjs

Ma disse...

Eu uso a pedagogia do chocolate, ganha um antes pra já entrar doce, durante e depois. Que pena que aí não funciona. Aqui deu sol hoje, que história é essa de último dia ???? Bj

NeliFlor disse...

com medo dessa mesmo escândalo que corto eu mesma o cabelo do Enrico srsrsrrsrsrs

Lucia Cintra disse...

Nossa, que chato! Pq sera que ele fica tao nervoso? E como eh que a mulher conseguiu chegar perto dele assim com uma tesoura, que perigo! Bjos

Beth/Lilás disse...

Olha, Liza, eu te sugiro o mesmo que a NeliFlor, ou seja, corte você mesma o cabelinho dele por enquanto.
Pelo visto ele não suporta a visão da tesoura, né!
Danadinho esse menino! hehe
bjs cariocas

Eve disse...

Esse sabe o que quer. Devia ter perguntado a ele antes, se ele queria que cortasse o cabelo dele. Tem criança que gosta. E tadinha da mulher... rsrrs Brincadeira.

Depois mostra o resultado!
bjs

Lúcia Soares disse...

É difícil mesmo nessa idade. Quase criança nenhuma aceita bem. Pode ser o fato de não conhecer a pessoa, ou o ter que ficar quieto, com aquela avental "esgoelando" o pescoço, pode ser a tesoura, sei lá o que eles pensam.
Mas com o tempo tudo se ajeita.
Beijo no Miguelzinho!
Bj

Paloma disse...

ah, normal, Liz. A Isa também não gostava de cortar o cabelo. Pode ser a falta de hábito. Que tal, numa próxima, ele ir só com o pai? E o pai cortar antes, pra mostrar a ele que vocês também se cuidam? Pode ajudar...bjo
Paloma e Isa

Anônimo disse...

Oi, Liza!
Que delicia ler seu blog, me identifiquei muito... tenho 2 meninos (de 5 e 1 ano) e sei como sao grandes os desafios por aqui (chegamos em janeiro), mas saiba que Papai do Ceu esta sempre com vc e Ele sabe o que vc sente, portanto grite pra Ele e tera consolo SEMPRE! Qto ao cabeleireiro, sempre aconteceu e acontece o mesmo com os meus filhotes... o que deu certo com o mais velho foi o pai ir com ele, cortar primeiro e depois a vez dele, alem de ter sempre algo para distrai-lo, como um brinquedo... mas se ainda assim nao funcionar, nao se preocupe,nao e nada grave e ele nao ficara traumatizado. Hoje meu filho fica super bem !
Existe uma coisa chamada prontidao, isto e, qdo ele estiver pronto para isso, esse chororo passara!
Bj
Patricia Sack

Cristiane A. Fetter disse...

É Liza, nós mães somos sempre as mal feitoras, e o pais os anjos caídos do céu, rs.
bjks