16 de dezembro de 2008

Nunca mais como antigamente

Me inspirei em escrever esse post depois de ler no Blog Novidades um post com o mesmo título, onde a Lúcia explicou por que não gosta muito do natal. O post mexeu muito comigo e descobri que o motivo pelo qual a Lúcia não gosta do Natal eh o mesmo pelo qual eu adoro o Natal POR QUE NUNCA SERÁ COMO ANTIGAMENTE!

As lembranças que trago sobre o Natal não são muito boas. Meus pais se separaram definitivamente quando eu tinha 16 anos, mas antes disso se separaram pelo menos umas 8 vezes. Então nunca éramos uma família completa no Natal. E se em algum ano eles estavam juntos nessa data, as brigas não permitiam que tivéssemos um Natal feliz. Nunca havia motivos para comemorar e mesmo que meus pais tentassem as vezes, fazer algo para nos agradar, as tentativas eram sempre frustradas.

Tenho todos os motivos para não gostar de Natal, para achar uma data triste por causa das lembrancas que tenho dentro de mim, mas considero uma época tão magica, linda, especial. Não só por que representa o nascimento de Jesus, por que acredito que devemos comemorar Jesus todos os dias do ano. Mas, sinto que o Natal eh uma época de paz, amor, esperança. Eu e meus irmãos, apesar de todas as adversidades que enfrentamos crescendo distante da mamãe, convivendo com uma madrasta muito má, um pai negligente, um padrasto dependente de drogas, aprendemos a desejar ardentemente um Natal feliz.

Eu amo o Natal! Amo saber que nunca mais terei que chorar por não ter a minha família reunida nessa data. Por que agora posso fazer com que tudo seja diferente. Agora tenho meu filho, meu marido e posso realizar meus sonhos guardados a tanto tempo, posso montar uma árvore cheia de esperança e de desejo de um ano melhor pra cada pessoa que amo. Claro, ainda sofro em saber que meus pais nunca estarão juntos, que meus irmãos ainda não tem a chance de serem felizes com uma família unida no natal, mas a minha vida mudou e sei que um dia essa alegria acontecerá na vida deles também. Adoro o Natal por que hoje posso ter a convicção de que nunca, nunca mais, nada será como antigamente.

3 comentários:

Anônimo disse...

Bete,comigo acontece um misto do que a Lucia e vc viveram.Quando pequenos muitos tios, primos a casa cheia,agora sem os tios e primos,cada um com sua vida, temos nossos filhos e sobrinhos e a alegria é imensa.Meus pais sempre mesmo sem muita condição fazendo aquelas surpresas.Que coisa mais linda.É isso mesmo temos que fazer a cada ano uma árvore de esperança.Faço isso até hoje com minhas filhas.
Pra Lucia é muito mais dificil por causa da mãe dela.Mas daqui a pouco quando ela tiver um filho tudo vai mudar.
Continue assim.
Muitos beijos,Lucia.

Lucia Cintra Stevenson disse...

Ai, que lindo, Liz! Fico feliz de saber que mesmo depois disso tudo que passou, ainda tem esse sentimento no coracao e que quer curtir o Natal e faze-lo uma data especial pra vc e sua familia. Tenho certeza q seu filhote vai ter memorias tao gostosas qto as que tenho daquela minha epoca de crianca.

Eu devo pensar assim como vc, mas nao sei... Ainda continuo nao gostando mt...

Bjinhos, Lu

neli disse...

Liza me emocionei muito com seu post
também é minha vez de fazer tudo diferente e estou muito feliz. Nunca desejei tanto que essa data chegasse como esse ano .....bjus e um feliz e muito unido natal para vcs