23 de abril de 2009

Travessuras

Miguelzinho tá na fase de baguncar tudo o que vê pela frente. Posso achar vasilhas espalhadas no chão da cozinha, brinquedos na máquina de lavar, meias espalhadas pela casa, sem falar nas coisas que eu não acho nem se revirar a casa de cabeça para baixo. E o aspirador de pó virou o mais novo brinquedo dele. Ele quer mexer em tudo, quer participar de tudo, fazer tudo que a mamãe e o papai estão fazendo e isso inclui cozinhar, passar roupa, ligar o computador, varrer a casa, mas claro que do jeito dele que mais atrapalha que qualquer outra coisa. Eh muito engraçado.

Eu não me incomodo com esse tipo de bagunca, mas tenho que estar atenta o tempo todo para garantir a segurança dele. Também tento colocar alguns limites, afinal ele tem que aprender desde cedo que algumas coisas ele não pode fazer ou ter. Por exemplo, ele pode tirar as vasilhas do armário para brincar, pode brincar com caixas, revistas velhas, livros infantis, mas com meus livros de alemão (os preferidos dele) eu não deixo. Também não deixo ele mexer no lixo, abrir a geladeira, brincar com o computador, escalar a janela.

Procuro estimular o máximo que posso, pois considero uma das fases de maior descobertas para a criança.Também parei de ficar arrumando a casa o tempo todo. Antes eu catava garrafas pela casa umas 10 vezes por dia, hoje deixo as coisas "meio que organizadas" para a confusão do Miguelzinho. Deixo, por exemplo, ao invés de 20 garrafas, umas 4 para ele brincar e só recolho no final do dia. Não me canso, o Miguel se diverte, minha casa não fica de pernas para o ar e eu não tenho que fazer o mesmo trabalho o dia todo.

Eh engraçado como a gente vai se adaptando ao decorrer dos meses. E mesmo não tendo manuais de como aprender a tornar-se pais a gente vai aprendendo no dia a dia. E cada dia eh uma nova descoberta. Nem sempre eh fácil, eh claro. Mas, tento ter bastante paciência e bom humor e quando as travessuras são demais, paro, dou um tempo para mim e penso que ele só faz essas travessuras por que está muito saudável, afinal crianças que não aprontam, geralmente são crianças doentes.


Dialogo com o Miguel:
Mamãe: Miguelzinho, como faz o carrinho?
Miguel: mam mam mam mam mam
Mamãe: E o pirata? Como o pirata faz?
Miguel: Arrrrrrrrrrr (esse ele aprendeu com os Backyardigans)
Mamãe: Fala mamãe.
Miguel: mama
Mamãe: Fala papai.
Miguel: baba
Mamãe: Como faz o cachorrinho?
Miguel: au au au (ele mexe a boca, mas o som não sai)

E eu me apaixono mais e mais a cada dia!

5 comentários:

Ciça Donner disse...

brincar é uma das principais forma de desenvolvimento da crianca. ter um brinquedinho sempre a mao é muito importante... por isso eles espalham tudo pl casa... é normal!!

com o tempo a gente ensina a brincadeira de guardar... ihihihihi

neli disse...

Essa fase é maravilha
mesmo ...
e quando começa a falar então
eu to usando babador o dia inteiro
bjus liza e curte bastante o gatainho

Ana Beatriz Ribeiro Amaral disse...

Você está me saindo uma mamãe e tanto.
Procurem mesmo estimular ao máximo o Miguelzinho, mas nunca se esqueça de colocar limites, horários.
É importanta a criança ter horários, elas precisam dessa disciplina.
O que não significa ser uma mae chata ne?
E é tudo mesmo uma questão de adaptação...
Não vejo a hora de passar por isso...

Lucia Cintra disse...

Que fofinho, Liz. Sabe, ontem mesmo estava conversando com minha cunhada sobre nosso instinto materno. Como mesmo nao tendo um guia de como educar e ensinar os filhos, a gente acaba aprendendo e fazendo as coisas direitinho... Acho bem interessante isso.

Bjos

mineirinhanalemanha disse...

Oi Liza,
Eu me lembro bem desta fase... A gente acha coisas nos lugares mais improváveis da casa... Passe lá no meu blog pra ler sobre a travessura do Daniel...
Um beijo,
Sandra