30 de outubro de 2011

A primeira papinha

Comecei a introduzir novos alimentos assim que o Davi completou 4 meses. Como eu disse num post anterior, foi uma escolha minha, pesando algumas coisas importantes para mim, mas ciente de que o leite materno é suficiente para alimentar a criança até o sexto mês. Aqui na Alemanha, os médicos aconselham que se comece pelas papinhas salgadas, dando sempre o mesmo alimento por 3 ou 4 dias e ir acrescentando outros legumes a medida que for verificado que a criança não teve reacao alérgica ao primeiro. Eles não costumam dar sucos para o bebê. E para eles, se a criança pega gosto pelas frutas não pega pelos legumes depois. Eu não sei se no Brasil os pediatras pensam assim também, pelo menos a pediatra do Miguel me aconselhou a começar com os suquinhos e frutas e só depois passar para a sopa. Eu fiz do jeito que ela me aconselhou e até hoje ele não gosta de frutas e ama de paixão legumes, provando mais uma vez que cada criança é diferente.

Com o Davi eu comecei pela cenoura e agora estou oferecendo cenoura com batata. Ele simplesmente adora e come feito gente grande! Também dou suco de maca misturado com chá de funcho e já dei banana com maca. Até agora não tivemos problema com nenhum dos alimentos e o intestino dele tem funcionado como antes, a cada dois dias. O que reparei é que ele não pode ver ninguém comendo que fica com aquela carinha de "eu quero", principalmente se o alguém for o Miguelzinho. Também tenho oferecido uma quantidade bem pequena de papinha (comecei com 4 colheres de chá) e estou aumentando aos poucos. Ainda ofereço o leite materno em livre demanda e deixo ele se esbaldar com o seu alimento preferido, garantindo assim tudo o que ele precisa.

Alimentar o Davi tem sido uma experiência deliciosa, por que sinto que ele está preparado para isso. Acho que esse é o segredo: sentir quando é a hora certa para você e o bebê, fazendo sem pressa e passando todo amor e confiança para o seu nenem na hora da comidinha. No inicio, a gente se sente um pouco perdida, afinal é uma experiência nova também para a mamãe, mas com toda a calma e não deixando a amamentação de lado não tem com a gente errar e a gente pode ficar segura que o bebê está recebendo todas as vitaminas necessárias para crescer forte e saudável.

2 comentários:

Lúcia Soares disse...

Não sei, Liza, nunca ouvi falar que criança deixa de gostar ou não de fruta ou legumes por causa da ordem que foram introduzidas. Aqui sempre começam com os sucos, de laranja principalmente. E depois vem a papinha, com o mesmo sistema: introduzir um legume por vez, para ver a reação do organismo ou até mesmo apenas de paladar do bebê.
Sempre dei o suco primeiro e tantos os filhos, quanto agora os netos, nunca rejeitaram alimento ou fruta nenhuma. É de cada criança mesmo.
Uma fase trabalhosa mas boa demais, né? A gente vibra com cada reação deles.
Você é um docinho de mãe.
Beijo!

Daniela Pedrinha disse...

Que bom saber que Davi está indo bem com as novidades alimentares. No BR o pediatra do meu filho fez como a que vc menciona, primeiro vieram os sucos e papinhas de frutas e por último a sopa de legumes. Até dois anos ele comia mto bem, depois começou a ficar reclamão e seletivo. Mas hj, já adulto come bem :)