28 de outubro de 2011

Roupa suja se lava em casa (nao aqui!)

Há três semanas minha máquina de lavar decidiu que tinha chegado a hora do seu descanso eterno. Eu não estava nem um pouco preparada para perder a minha melhor amiga e fui logo encomendando outra, sem saber que ali começava uma grande dor de cabeça para mim. O site do supermercado prometia a entrega em dois ou três dias úteis. Para o meu desespero se passaram cinco dias úteis até que a máquina chegasse. Sexta-feira, 11 da manha, a empresa de entrega chega e diz que eu poderia subir com a máquina. Como assim? Eles entregam, mas quem tem que subir com a máquina é o cliente, que no caso é uma mulher que inclusive passou por uma cesária há quatro meses. Ah, e ele também não tinha autorização para me ajudar a subir.

Ele disse que poderia deixar a máquina ali fora, ou que eu poderia chamar o vizinho para me ajudar. Era só escolher: ou eu chamava o vizinho que tem problema na perna e mal aguenta o seu próprio peso ou eu deixava a máquina ali, tomando uma chuvinha, até o Bebeto chegar à noite. Fácil assim! Combinei com o dito cujo para ele voltar na segunda-feira e cá estou eu, esperando até hoje. Ou melhor, até ontem. Ao invés de aparecer, ele devolveu a máquina para o supermercado (como se eu tivesse devolvido), que me mandou um email avisando e devolveu o meu dinheiro. Pode? Claro que eu mandei um email reclamando, mas o supermercado nem se deu ao luxo de me responder de volta e de esclarecer o ocorrido.

Acabei tendo que lavar a roupa suja na casa da vizinha, que se ofereceu quando me encontrou ontem na escada, perguntou se estava tudo bem e eu acabei contando o acontecido. Hoje o marido dela e o Bebeto vão ao bendito supermercado comprar uma outra máquina, para me salvar, por que depois de três semanas, eu não tive coragem de dar toda a roupa para ela lavar, né? E eu preciso confessar que já tinha comprado algumas roupas novas para o Miguel e para o Bebeto e a minha sorte é que o Davi tem roupas pra dar e vender. E nao, nao passou pela minha cabeca em nenhum momento lavar as roupas na mao, afinal nem tanque eu tenho em casa. Agora é esperar e torcer para que a minha dor de cabeça seja só pela quantidade enorme de roupas que eu terei que passar nos próximos dias.

Imagem retirada daqui.

5 comentários:

Dani dutch disse...

Liza,
Aqui na Holanda também nao tem tanque, e as vezes é um sofrimento, porque um tanque faz tanta falta.
Que vizinha de bom coração, ja aconteceu a mesma coisa com uma amiga minha, e eu também ofereci aqui em casa pra ela lavar as roupas.
bjus e bom fim de semana

Lu disse...

Liza
imagino o teu sofrimento de ficar 3 semanas sem máquina de lavar com os meninos nessa fase. Se fosse no Brasil com certeza os entregadores teriam ficado com pena e subiriam com a máquina. Tipo fariam o favor. Aqui esse tipo de gentileza nao existe mesmo. Sao alguns dos pontos negativos, né!
bjs

Lúcia Soares disse...

Aqui entregam onde for, sim. E acho que é o correto. Você está comprando para sua casa, deve ser entregue a ela! Mas já passou, que bom!
Eu tb estou há 3 semanas sem lavar nada, mas por pura falta de vontade...rsrs
Beijo!

Georgia disse...

Nao esquece de levar uma flores em agradecimento senao eles pensam que vc é mal educada, rs.

Bjao e como é a nova máquina?

Dê noticias por email. Saudades

O Sexo e a Idade disse...

Que desespero!
Aqui entregam em casa e de quebra ainda levam a antiga; você pagou a máquina e o serviço; o serviço acaba com a máquina INSTALADA na sua casa!
Que loucura!