25 de maio de 2011

Alerta para mamães

Hoje fiquei muito chateada quando fui levar o Miguel na escola. Na verdade, foi bem mais que chateada, fiquei com raiva e revoltada pelo rumo que as coisas tem tomado no mundo. Tinha um bilhete da policia, sobre um doido que tem agido aqui na minha região. Ele tem conversado com algumas crianças e as convidado para ver um coelhinho dentro do carro dele. Ele não conseguiu pegar nenhuma até agora e Deus abençoe que peguem ele antes dele causar dano para alguma família. A gente sabe que a violência tem tomado proporcoes assustadoras, está ai os noticiários que não nos deixam esquecer nem por um minuto, mas as vezes tudo parece tao longe da gente e a gente esquece que precisa se cercar de cuidado e atencão.

Bom, escrevo o post especialmente para as mamães que moram aqui na Alemanha. É importante conversar com os nossos pequenos a respeito disso, ensiná-los a não conversar com estranhos e além disso estar com os nossos olhos bem abertos. No Brasil, as pessoas parecem estar mais atentas, mas aqui existe essa estranha mania de tratar criança como adulto, meninos de 6 anos andam de trem e ônibus sozinhos, e todo mundo acha normal (claro que cada um educa da maneira que quer e essa é uma opinião minha e nem de longe pretendo ofender alguém com ela).

A gente acha que vive num pais 100% seguro, mas a verdade é que por mais que as coisas aqui sejam mais tranquilas que em relação ao Brasil, ser humano é ser humano em qualquer lugar, e doido, safado e gente má tem no mundo todo. Atenção nos parquinhos, no caminho para a escola, na piscina, restaurantes... Vamos cuidar dos nossos pequenos e orar para que as mãos de Deus estejam sobre nós, nos protegendo e nos guardando de todo mal sempre.

8 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

acho que pelo fato do país ser seguro, as crianças são mais "bobinhas", né? vejo isso pelas crianças japonesas, que dão atenção para qualquer pessoa, elas sentam do seu lado e puxam o maior papo, sem medo.

e isso dá margem para os maus agirem, já que não há toda aquela atenção que a gente tem no Brasil, por causa da violência.

tomara que peguem esse pedófilo!

bjs

✿ chica disse...

Que pena que em todos os lugares existem esse maus elementos.

Por aqui tá feia a coisa e temos que cudar até com os coleguinhas que muitas vezes se transformam em verdadeiros monstros.

Um horror!


Um mundo que não gostaríamos de ver, certamente!

um beijo e foi ótimo o alerta!chica

Mikelli disse...

por aqui tem sempre um grupinho de 5 meninos que vao sozinhos pro kindergarten...nao devem ter nem 5 anos!!!! Eles mal conseguem andar 100m sem se distrair com alguma coisa. Eu fico imaginando o que as maes pensam...claro que aqui é mais seguro, mas sao criancinhas!! nao que a gente nao confie nos filhos, mas existe muita gente má por ai. bjs!

Lúcia Soares disse...

Liza, todo cuidado é pouco, sempre, em qualquer parte do mundo.
Criança é indefesa, temos que estar atentos o tempo todo, mesmo. 24 horas por dia. A gente até vela os sonos deles, não é? rsrs
Deus proteja essas criancinhas daí de de toda parte.
Hoje mesmo, no blog da Norma, a Nina, uma moça que vive aí na Alemanha, fala sobre a perda da inoc~encia nas mãos desses monstros molestadores de crianças.
Leia: http://pensandoemfamilia.com.br/blog/serie/perdas-nina/

Beijos!

Lucia Cintra disse...

Aqui tem muito disso tb, Liza, infelizmente! Nao entra na minha cabeca como essas pessoas podem fazer isso com criancas inocentes.

Inclusive teve um cara na minha cidade que tentou raptar umas 7 criancas e adolescentes, tentando faze-las entrar no carro dele, mas com a denuncia de todas essas que sabiam o que fazer (ainda bem), conseguiram pegar o cara com as descricoes que deram dele e do carro.

Pelo o que vejo, as criancas sao super educadas quando se trata disso, fazem "drills" em escolas, a policia vai la pra orienta-las o que fazer e o que nao fazer quando se trata de pessoas estranhas...

Isso tudo eh muito bom, mas eh triste as criancas de hoje em dia terem que passar por isso e ja serem "treinadas" em como agir, caso isso aconteca com elas.

Eu vivia na rua quando era pequena, brincava com os amigos, andava de bicicleta e minha mae nunca ficava doida de preocupacao que algo ruim iria acontecer comigo. Claro que existia gente ruim naquela epoca, mas parece que tinhamos mais liberdade do que as criancas de hoje em dia.

bjos

Nina disse...

Acho o teu recado super útil Liza. Vc tem toda razao qd fala que por ser um país bem seguro as pessoas pensam que estao a salvo de tudo. Qd nao estao!
Tbm fico horrorizada como os pais liberam as criancas aqui tao novinhas. Já vi menininho indo sozinho pro jardim, e acho que a crianca nao tinha nem 5 anos ainda. Fora os que a gente vê indo de trem, como vc disse. Os meus meninos chegaram aqui com 10 e 13 anos, eu ia todo dia levá-los de trem até a escola (ele estudavam em outra cidade). Qd já estavam bem adaptados e qd a professora jogou uma indireta tipo: mamae, eles ja podem vir sozinhos, foi que eu passei a confiar mais e olha que eles ja eram grandinhos... claro que agia assim porque sou brasileira e a gente tem esse medo impregnado mesmo.
Hj ela tem quase 17 e ele 14, e ainda seguro na mao pra atravessar a rua :-)

Enfim Liza, mt pertinente seu post. Tem mts pais desligados demais. E até com quem é mt atento, podem acontecer coisas desagradáveis, imagina com os desavisados...
Um bj na barriginha!

Socorro Melo disse...

Oi, Liza!

Por ser menor o índice de violência, as pessoas se sentem seguras, e não se preocupam tanto com as crianças, como aqui no Brasil, talvez seja isso. Mas, como você bem disse, ser humano é ser humano, em qualquer lugar do mundo, e sempre existe um percentual de doidos e violentos em cada cem. Boa alerta!

Beijos
Socorro Melo

Meire Bagoli disse...

Concordo com a Lúcia, todo cuidado é pouco, sempre, em qualquer parte do mundo.

Quando morava na Alemanha, sempre que dava até o meu filho de 14 anos a gente levava de carro para a escola. Imagina a de 5 anos.

Boa sorte!!!