25 de outubro de 2010

Os últimos dias

Tenho me sentido muito indisposta nos últimos dias. Enjoos, cólicas e desanimo típicos dos primeiros meses de gestação, somados ao estresse e correria dos preparativos da mudança e as temperaturas que não passam de 5 graus, com direito a chuva todo dia. O Miguel também não está numa fase muito boa. Está muito agarrado comigo e com o Bebeto, mais sensível e manhoso que o normal e aprontando muito na escolinha. Provavelmente ele também está estressado com a bagunca que se instalou aqui em casa. Caixas por todo lado, móveis desmontados e uma infinidade de sacolas de lixo. Por outro lado ele está muito carinhoso com o irmaozinho. Beija minha barriga, faz carinho e já até colocou batata frita na boquinha do nenem pelo meu umbigo. Uma graça!

Já viram que não tenho muitas novidades para contar, né? Nosso mundo tem girado mesmo em torno dessa bendita mudança e não vejo a hora de chegar no final de novembro, pois imagino que será quando terei tudo em ordem em casa. Já estamos com as chaves da casa nova e hoje vamos resolver sobre a cozinha que temos que comprar. É o mais urgente para resolver antes da mudança. Os outros móveis e "coisinhas" que quero comprar para a casa farei com calma, pois quero escolher tudo com bastante carinho. Ontem empacotei o restante das coisas da sala e do quarto e agora só faltam as coisas da cozinha. O Bebeto já pintou o nosso quarto e desmontou os móveis de lá. Desde ontem estamos dormindo na sala e vamos ficar por aqui até o dia da mudança. Ainda tem muita coisa para fazer, mas tudo indica que vamos conseguir resolver tudo até o fim da semana.

Tem sido muito difícil conviver com as coisas espalhadas pela casa. Não gosto de bagunca e me estressa viver num ambiente com tudo fora do lugar, mas até com isso tenho aprendido. Deus tem trabalhado comigo todos os dias e me ensinado mais sobre mim, sobre os outros, sobre a essencia Dele e os seus planos para mim. Tem me dado paciencia e serenidade para lidar com as dificuldades, contornar os problemas, vencer meus hormonios e tem me mostrado que é preciso arregaçar as mangas e seguir em frente quando se quer alcançar algo melhor.

Volto assim que conseguir me livrar das caixas...

5 comentários:

Eve disse...

O que importa tb é que a mudança é muito bem vinda e esperada. Que vcs têm um apto legal e que a cidade ofereça muitas coisas para vc. Além do que, o novo membro da família está aí sendo amado e bem cuidado.
O stress é só um reflexo e vai passar logo.
Bjs!

Lucia Cintra disse...

Passa rapido, Liza. Daqui a pc voces ja estarao la. E que coisa fofa do Miguelzinho dando batata frita pro irmaozinho pelo seu umbigo! Mt lindinho! bjos

Lúcia Soares disse...

Liza, agora é calma, aguardar mesmo dia a dia.
Procuro casa para alugar, ou até comprar (depois vendo a minha) e não acho.
as vou indo, não sem estress, mas com fé...rsrrsr
Beijo e boa mudança. Se morasse perto, ia ajudar, com prazer!

arlete soffiatti disse...

Oi, Liza,
Só pra agitar o seu dia tão monótono, sem absolutamente nada pra fazer, vai la no meu blog. Tem uma tarefa pra você.
www.tudodebonn.blogspot.com
Bjs

Dani dutch disse...

Liza, mudança, reforma, isso tudo larga a gente louca, eu morei durante 6 meses em meio ao caos total, nem cozinhar direito durante 1 mês e meio eu pude... mas devagar as coisas foram se ajeitando, a parte de cima, como estava em ordem, nao tinhamos começado a mexer lá ainda, eu ficava a maior parte do tmepo lá, fazia de tudo pra nao ter que descer e ver o fuá que estava embaixo, mas com a paciência que nós temos tudo vai se ajeitando. bjuss