8 de junho de 2012

Tempo de despedidas

Faltam 15 dias para a mudança e já começamos o tempo de despedidas. Mudanças trazem um sentimento bom, mas também causam um sentimento estranho no coracão da gente, já repararam? Eu estou extasiada com as boas coisas que vão acontecer na nossa vida a partir de agora. Também estou com um frio na barriga, um certo medo do desconhecido e com um pouco de pesar do que vai ficar para trás. Coisa normal de ser humano, né? Por mais que a gente não queira, acaba se agarrando ao que tem, e não fomos treinados para abrir mão facilmente de nada. A gente se acostuma e se não tiver coragem acaba vivendo estagnado em algum lugar, perdendo as boas chances que a vida trás, por medo, por comodismo, por não enxergar além.

Essa semana andando pela rua, comecei a pensar o quanto fui feliz aqui em Villingen. Há quase dois anos nos mudávamos para cá, com as mesmas expectativas e medos que hoje sinto em relacão a nova mudança. Não poderia ter sido uma escolha mais acertada. Se eu tivesse que escolher uma palavra para descrever tudo o que vivemos aqui seria "gratidão". Como eu sou grata a Deus por esse tempo de alegria que Ele nos proporcionou aqui. Talvez vocês me perguntem: mas foram apenas momentos bons? Não, de forma alguma! Eu tive bastantes lutas aqui. Mas, quando olho para trás e quando penso nas lembranças que me acompanharão, não penso nos momentos difíceis, mas na superacão de todos eles. Nas vitórias, nas muitas conquistas, nos sorrisos. E o balanco é totalmente positivo. Vou carregar boas lembranças e momentos gostosos demais. E vai ficar uma saudade gostosa desse tempo de alegria...

Ah, mas as despedidas! Dessas não gosto e vou continuar não gostando. Claro que dessas não me verei livre enquanto viver, afinal a vida é feitas de idas e vindas, encontros e despedidas. Vou tentando, então, fazê-las mais divertidas. Bolo, pão de queijo e muitos doces para a despedida na escolinha. Almoço com os amigos do trabalho do Bebeto. Festinha com os coleguinhas da escola de música. Assim vamos vivendo esses dias que nos restam aqui. Empacotando os novos sonhos, abrindo mão de algumas coisas que precisam ser deixadas para trás em funcão de outras que certamente nos farão ainda mais felizes e não se esquecendo nunca de que o que realmente importa vai conosco aonde quer que formos.

A música é antiga, mas vale ouvir e refletir...

2 comentários:

Arte das lembranças disse...

Muito feliz por vc amiga... Que o Senhor continue abençoando cada dia mais essa família maravilhosa!!! Beijos cheio de saudades em especial ao Miguelzinho e Davi.

Daniela Pedrinha disse...

Que tudo corra bem e que essa nova etapa na vida de vcs seja feliz, próspero e cheio de novas conquistas e descobertas! Um beijo