1 de março de 2012

Sem medida


Eu estou querendo falar de uma visita que eu fiz quando eu estive no Brasil desde que cheguei. Mas, sabe como é, né? Chega, se refaz da viagem longa, se adapta ao frio e ao horário, desfaz as malas, limpa os quilos de poeira, lava trouxas de roupa, põe a vida em ordem, vai enrolando, enrolando, e o post vai ficando esquecido no meio de tantas outras coisas que você queria escrever e que por fim nem escreve por causa dos afazeres que se amontoam na correria do dia a dia.

A Lúcia, lá do Sem Medida, minha maezinha virtual, fez um post antes de mim. Vocês viram? E é justamente do nosso encontro que eu estava querendo contar. Do bem que me fez e que me faz, quando eu tenho a oportunidade de reforçar uma amizade tão linda, amizade que começou virtualmente aqui no blog. Já é o terceiro ano seguido que a gente se encontra. A gente descobriu uma afinidade enorme e eu acabei me apaixonando pela família toda, que de alguma forma, em algum momento que eu não sei explicar, acabou ganhando o lugar de minha família também.

Eu já desvirtualizei dez pessoas e me considero sortuda, pois não me decepcionei em nenhum dos casos. Claro que com alguns descobri mais afinidades e me tornei mais próxima, com alguns criei fortes laços, amizades verdadeiras que vão me acompanhar sempre. É o caso da Lúcia. Esse ano, mais do que em qualquer outro, nosso encontro foi especial. E eu trouxe, nas minhas melhores lembranças, momentos que a gente passou lá no cantinho dela, que eu não vou me esquecer nunca:

"O barulho da chuva caindo enquanto a gente batia um papo e comia uma coxinha deliciosa, a linda vista da janela do quarto, o abraço gostoso de despedida e a Lu me pedindo pra não ir embora, o carinho da Renata, os gritos da Lelê e do Miguel correndo pela casa e a Lelê dizendo que ia se casar com o Miguel. Ah, tem a maquiagem, a fantasia de bruxa e de princesa que nao dá pra esquecer; encomendas da Lelê para o ano que vem."

Sim, "a medida de amar é amar sem medida"! Obrigada, Lu, por ser essa pessoa tão especial, que transborda amor e por ter me dado um lugar tão especial na sua vida. AMA!

P.S. Amigas desvirtualizadas, que saudade que me deu de voces agora!!! Vontade correr para Viena, Homburg, Bodensee, Trier, Berlim, Munique, BH...

4 comentários:

Lu disse...

Ai Liza
tambem estou com saudades... ando meio sumida porque nao tenho tido muito tempo. Ate porque por decisao propria diminui o ritmo de blogagem e de comentarios nos blogs porque nao estava dando conta. Mas das amigas a gente nunca esquece. Vc sabe que a casa esta aberta para vcs sempre. Quando quiserem vir de novo eh so avisar. E eu por enqto fico devendo a minha visita.
Bjs

Meire disse...

Liza,

Você é uma pessoa muito especial, por este motivo consegue atrair pessoas especiais. Nunca mude este teu jeito.

Beijos

Anônimo disse...

Ei, amiga!
Que encontro gostoso e que delicadeza e carinho da Lucia ao compartilhar no blog sobre o dia em que estiveram juntas! Muito especial!
Se vale a pena desvirtualizar? Eu so fiz isso uma vez, e valeu a pena ganhei uma amiga mais chegada que irma, sabia??? kkkkk
Bj pras duas e viva a amizade alem das fronteiras virtuais e geograficas,
PAtricia
PS: Ah! Nao deixa apertar demais a saudade nao... Vem qdo quiser porque cafe gostoso e pizza vai ter sempre pra vc, viu???

Lúcia Soares disse...

Liza, obrigada pelo carinho. Você ewstá em meu coração para sempre, sabe disso. Agora, criando coragem paraq voos mais altos (no caso, voos mais longos...), quem sabe conheço essa Alemanha da minha sobrinha, sua, da Georgia, e chego até a França e conheço a Laura...Seria bom demais, vamos ver se alimento a coragem e o faço!
Como nada acontece por acaso, estava escrito nosso encontro e nossa amizade, nosso amor.
Beijos e todo o meu carinho.
(estou em Brasília, vim trazer as crianças para a nova vida, ficaram comigo por 12 dias (eu e a outra avó nos revezando), enquanto Fabiana recebia a mudança e ajeitava um pouco. Leva tempo, adaptações têm um preço, mas tudo se ajeita.)